Complexo luminoso que antecipa a manhã e prossegue pela tarde, complexo quente e agudo que evita o ângulo que morre na escuridão nocturna do que procede a tarde. Luz que sobe, renasce, cai, mas não desaparece. Luz que sobe, renasce, cai, mas essencial. Dia afecto ao momento das cinzas, entre a madeira que arde e o vento que sopra para um novo caminho. Dia, os olhos abertos, aptos a viver.

Daniel Bento

  Esperança, crença na positividade do mundo, na circunstância e no evento do indivíduo. Esperança, ainda que a corrente não siga para o mar, mas em sentido contrário. Esperança, uma palavra, esperança, um conceito. Olhar um passo em frente, ver meio passo atrás. Esperança. Um sorriso.

Daniel Bento

  Proeza do acto de controlar a execução, mandar o pensamento, ordenar a vida. Proeza do conjunto em seguir, proeza do singular em reiterar. Comando, a frente que encerra em si a capacidade de prever, capaz da táctica, capaz da gestão. Comando, mandamento, ordem. Palavras que são parte integrante da linha do tempo. Porém, voltar para trás não é desobedecer… é reordenar, repensar, voltar a executar. 

Daniel Bento

  A linha que curva sem fim ou destino. O nó que trava a existência. A superfície que propõe a instabilidade de um futuro incerto. Um futuro que passa pelo passado, pelo presente, que para e avança. Um futuro que oscila entra a citação e o significado de nada ser entendido.

Daniel Bento

Independência - Dissociação de um ser em relação a outro, por dependência ou domínio. Liberdade autónoma. Um local de soberania política e económica. A independência de Portugal, outrora dominado por Espanha, outrora dominado por outros povos… A independência de Portugal, agora dominado pelas instituições, agora dominado por ninguém. Apenas no desconhecido, a independência perpétua sobre um futuro incerto, um futuro medroso e de falso estar.

  1. Camera: Canon EOS 400D DIGITAL
  2. Aperture: f/16
  3. Exposure: 3,2"
  4. Focal Length: 86mm
"A independência do Homem encerra em si a mais destrutiva dependência do Ser"
— Daniel Bento

A necessidade criada pela própria existência, a necessidade criada pela própria definição de realizar, procurar, obter. A necessidade pura, egoísta, proveniente das profundezas do pensamento. Será a necessidade racional, irracional? Será a necessidade apenas um conceito para abstrair a referência do ser? Será a necessidade apenas um conceito para concretizar a sobrevivência de cada um? Apenas, só ou tudo?

Porém, é necessária.

Daniel Bento